30 de set de 2009

Exames a caminho?

Ai galera, hoje é um dia feliz... sabem por que?????? Os pedidos dos exames médicos estão chegandoooooo... uhuuuuuuuuuuuuuu...
Não, não... o nosso ainda não chegou, mas a nossa amiga Márcia, do blog Pays Hiver, que fez a entrevista e abriu o processo federal junto com a gente, recebeu o pedido hoje... ai, que alegriaaaaaa...
Então acredito que esta semana teremos boas notícias. Tudo bem que estamos de mudança, e que teremos que alterar nosso endereço junto ao consulado, mas se pelo menos os pedidos dos exames chegarem antes de partirmos já será um estresse a menos.
É mole não, viu... parece que acontece tudo junto na vida da gente. Mas tá bom, ou melhor, tá ótimo assim. Pelo menos temos aventura e história pra contar.
Enfim galera, estou nessa euforia sem nem ter recebido a tão esperada visita do carteiro. Imaginem quando ele nos presentear com o danado do envelope pardo??? rs
Por enquanto eu fico alegre com a alegria dos amigos...
E vamo que vamo!

Bjokas
E aí pessoal, tudo beleza? Faz um tempinho que não escrevo, só a Paty tem postado, mas vamo que vamo.
Lembrei de uma curiosidade que aprendi já há algum tempo. É a origem da palavra "PAS". A tradução de "PAS" é "PASSO" (de andar mesmo), porém, atualmente é usada para indicar negação.
Como a diferença da pronúncia de algumas palavras em francês é pouco expressiva, era necessário algo para evidenciar a negação, pois o "NE", que quer dizer "NÃO", era uma destas "pouco expressivas".
Existiam várias expressões no linguajar cotidiano antigo, como:
- Je ne parle mot. (Eu não falo palavra)
- Je ne bois goutte. (Eu não bebo gota)
- Je ne mange mie. (Eu não como migalha)
e, a mais usada:
- Je ne marche pas. (Eu não ando passo)
O "PAS", com uma pronúncia muito forte, começou a ser usado para outras frases, tomando o lugar do "NE" na hora de representar a negação.
Hoje, a maioria das pessoas não utiliza mais o "NE" na hora de falar.
Tá, não mudou a vida de ninguém, mas achei curioso...rsrs
Abraço a todos.
É meu povo, hoje preciso manifestar alguns sentimentos.

O primeiro é de alegria por dois motivos:
1- os amigos que estão fazendo a entrevista estão passando e agarrando o tão sonhado CSQ. Parabénssss a todos!!!
2- mesmo com a greve dos correios, tem gente recebendo o pedido dos exames (ver blog La vamos nós), e detalhe, gente que deu entrada em março, ou seja, tá chegando a nossa hora.

O segundo sentimento é o de tristeza, pois como disse antes, estamos de partida para o litoral e, mesmo sendo SP uma terra, eu diria, meio sem lei, sentirei falta dos amigos que fiz aqui, das possibilidades de conhecer e aprender diferentes coisas todos os dias.

O terceiro sentimento é uma mistura de esperança e renovação, já que a mudança, na minha vida (e na do marido também) funciona como um recarregador de baterias. É verdade, somos movidos pela vontade incessante de mudar sempre... vai entender... odiamos monotonia.

Pois é galera, agora vamo que vamo rumo ao litoral/Québec/e onde mais o vento nos levar... e é claro, precisamos comemorar os CSQs... o que acham, meu povo?

Bjokas
É meu povo, acho que chegamos ao podium dessa vez. Campeões... primeiríssimo lugar... sabem do que? Espera... ahahahhaha
Já temos somados 429 dias de processo, entre provincial e federal, e ainda aguardamos o pedido dos exames. Haja coração!!!(Se alguém está à frente nesta corrida às avessas, por favor, se pronuncie, pois o Timelines pode estar desatualizado.)
Nós demos entrada no processo provincial no início de julho, aproximadamente duas semanas depois de um pessoal da École. E o que rolou? Esse mesmo pessoal JÁ está no Québec e nós ainda estamos AQUI!
Mas galera, hoje vi no blog "Lá Vamos Nós" que alguém da turma que deu entrada no federal em março já recebeu os pedidos... quem será esta pessoa??? De qualquer forma, foi um sortudo, pois com Correios em greve, tudo está parado.
Divido minha angústia com vocês, companheiros de jornada: tomara que os Correios e seus queridos funcionários entrem logo em um acordo e terminem a danada greve.
E vamo que vamo!

Bjokas
16 de set de 2009

Mudar antes de mudar...

É isso mesmo meu povo, a gente vai mudar antes de mudar, ou seja, estamos de partida antes da partida, vamos embora antes de ir embora... rs
Brindeirinha a parte, estamos realmente de mudança. Decidimos, levando em consideração váaaarrriiiooosss motivos, voltar para o litoral (lugar de origem) e ficar lá até o final do processo federal (que há de acabar logo, antes que a espera acabe comigo).
Vamos em busca do equilibrio emocional e da paz que São Paulo, infelizmente, não nos permite ter.
Confesso que esta decisão mexeu com meus nervos já abalados pela rotina incessante da espera, mas como diz o marido, vai ser melhor assim.
Mas apesar de tudo, amigos, continuaremos plugados nas novidades, acompanhando todos os blogs e mantendo contato com vocês, mesmo que, por enquanto, seja apenas virtualmente.
E continuo a dizer... a gente se vê no Québec!!!

Bjokas
Pra quem segue o grupo da École Québec já não é mais novidade, mas vale a pena registrar aqui no blog que o pessoal de fevereiro já (ou até que enfim) está recebendo o pedido dos exames médicos.
Nós, que permanecemos na espera, pelo menos temos o conforto de saber que o prazo estipulado pelo consulado não está estourando, apesar da demora para a chegada destes pedidos ser de meses.
Enfim, a espera é longa, mas a recompensa é grande.
Eu sempre digo uma frase que cabe muito bem aqui: “todo esforço é recompensado!”. E o nosso (meu, do marido e de todos os companheiros de estrada) será.
E a gente se vê no Québec meu povo.

Vamo que vamo!!!

Bjokas